Trabalho feminino: 10 piores países para as profissionais!

T

Nós sempre ouvimos que a Europa é sensacional – por causa dos pontos turísticos, por sua história, gastronomia, e até mesmo por causa da cultura. Ela envolve mais do que belas obras de arte: está nas pessoas e em seu jeito de viver, se divertir e trabalhar. Mas acredite se quiser: lá também estão os piores países para o trabalho feminino!

Não sou eu que estou falando isso: foi a pesquisa feita anualmente pela InterNations, que é a maior network mundial para pessoas que moram e trabalham fora de seus países de origem. Foram ouvidas 14.300 mulheres de 174 nacionalidades, que trabalham em 191 países diferentes. A Grécia, por exemplo, ficou em último lugar do ranking, que conta com 57 países!

Dá uma olhada na situação: a cada 10 mulheres estrangeiras que trabalham no país, 9 estão insatisfeitas. Isso está relacionado com a situação econômica que os gregos enfrentam já há alguns anos. Dos países europeus, também estão na lista: Itália, Chipre, Portugal e Turquia (que fica em parte da Europa e parte da Ásia).

O continente asiático também conta com outros três países nas últimas colocações para o trabalho feminino: Arábia Saudita, Catar e Egito (que também fica entre dois continentes – a Ásia e a África).

América Latina também tem representantes na lista

Se você pensou que o Brasil poderia estar fora, errou. Na frente somente da Grécia e da Itália, o nosso país também não está sendo bem visto pelas estrangeiras que trabalham aqui. A nossa economia, por exemplo, teve uma avaliação negativa por 87% das entrevistadas! E a estabilidade profissional também não ajudou: 36% das entrevistadas estão insatisfeitas com esse aspecto – e esse número é muito acima da média mundial (14%).

Apesar disso, temos um pequeno motivo para comemorar: 18% delas revelaram que o país foi a principal razão para a mudança! E isso é muito bom, ainda mais quando a média global é de 10%. Além do Brasil, a Argentina também se encontra na lista, com uma avaliação negativa de sua economia por 76% das entrevistadas.

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Me preocupo em fornecer, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre os melhores países para empreendedoras e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Bela Guarino

Gerente de Inside Sales na Rock Content, formada em Relações Internacionais, mas já foi ninja, marketeira e até mesmo cosplayer. Teve seu 1º blog aos 12 anos e hoje gosta mesmo de Reiki e viajar por aí.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder