O que é, de fato, um curso de especialização?

O

Antes de decidir fazer ou não uma pós-graduação, a grande dúvida que ronda a cabeça das empreendedoras é qual o melhor curso para aquilo que ela deseja. E se o que você quer é aprimorar seus conhecimentos e se capacitar para o mercado de trabalho, provavelmente um curso de especialização é a melhor opção! Mas afinal de contas, o que é, de fato, um curso de especialização?

Atualização para o mercado de trabalho

Voltados para o mercado de trabalho, os cursos de especialização são ideais para quem procura atualização e capacitação de sua área. E, como apresentado pelo Guia do Estudante, também estão mais voltados a quem não pretende se dedicar aos estudos todos os dias e nem têm esse estudo como prioridade, não têm inclinação à carreira de pesquisador e, por isso, não pretende se aprofundar tanto em um objeto de pesquisa, tem domínio razoável do inglês e, por último, quer ascender em sua área de atuação.

A duração de uma especialização pode variar entre um e dois anos, e o MEC só reconhece um curso que tenha, no mínimo, 360 horas-aulas de duração. Inclusive, muitas vezes os certificados de quem faz mestrado fora do Brasil podem acabar não sendo validados aqui e, assim, acaba sendo aproveitado como se fosse uma especialização. Além disso, os cursos obedecem uma lógica muito parecida com a dos cursos de graduação, ou seja, você terá aulas, seminários e trabalhos a serem produzidos. Entretanto, por se tratarem de cursos mais opcionais, a responsabilidade dos alunos com relação aos seus estudos é maior.

Requisitos

No que tange à aprovação e o certificado de especialista, o aluno deverá cumprir pelo menos 75% de frequência. Então, você acaba tendo mais chances de se organizar para fazer seus trabalhos e o trabalho final com mais facilidade, uma vez que as aulas não costumam ser de segunda à sexta-feira, e sim, uma ou duas vezes por semana. Mas ainda que esta seja uma vantagem, ter menos aulas por semana também significa que o número de encontros que você poderá faltar diminuem muito.

Para entrar em um curso de especialização, você deverá ter um diploma de graduação, necessariamente. O lado positivo é que, apesar da obrigatoriedade do diploma, você não precisa ter experiência no mercado de trabalho. A experiência pode te ajudar a entender melhor alguns aspectos do conteúdo do curso escolhido, mas ela não é fundamental para o seu entendimento – ainda mais se você se dedicar bastante ao curso.

Ensino à Distância

Outro lado positivo dos cursos de especialização é que também podem ser oferecidos na modalidade à distância, o EAD (educação à distância). Nestes casos, ainda que os encontros não sejam presenciais, os alunos deverão fazer provas presenciais. E no final do curso, a apresentação da monografia ou artigo também deverão ser feitos presencialmente.

Caso você decida fazer um curso de especialização, não hesite em buscar o máximo de informações sobre tudo: desde as reputações dos cursos e das suas universidades, os valores e formas de pagamento e, por fim, se eles serão importantes para a sua carreira!

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Nossa equipe se preocupa em fornecer, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre como melhorar seu currículo e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Tatiana Leite

Bacharel em Relações Internacionais e mestranda em Comunicação Social, ambas pela PUC Minas, se interessa por todo tipo de cultura. Com uma queda por telenovelas mexicanas, pretende continuar estudando sobre o gênero ficcional e encorajar mais pessoas a seguirem suas paixões.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder