Pequenos negócios podem se beneficiar das novas regras da Terceirização

P

A aprovação na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira, 22 de abril, gerou muitas reações, mas os pequenos negócios podem se beneficiar das novas regras da terceirização. De acordo com uma pesquisa do Sebrae, “41% dos donos de pequenos negócios acreditam que poderão aumentar o faturamento com o fornecimento de serviços terceirizados.”.

Desta forma, a contratação de empresas terceirizadas poderia ser uma solução para a crise atual, principalmente para os pequenos empresários. Segundo o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, decisão foi satisfatória – em matéria publicada pelo Sebrae, Afif acredita que as regras podem significar uma solução para a crise com a contratação de empresas terceirizadas.

“A terceirização é um fator de geração de emprego. É uma oportunidade para o surgimento de muitas atividades para novos empreendedores que hoje são trabalhadores. O operário vira empresário. […] A terceirização irá permitir que as empresas participem de cadeias produtivas como prestadoras de serviços especializados ou tenham contratos de trabalho que sejam adequados às modernas relações que a CLT não contempla e traz insegurança jurídica.”.

Os negócios que poderão ser mais beneficiados pelas novas regras são “os de reparação de veículos e de equipamentos, de promoção de eventos, os de serviços de transporte e hospedagem e os ligados à construção civil. As atividades ligadas à educação também são vistas como promissoras para oferecer serviços terceirizados.”.

Porém, ainda que a terceirização permita um aumento do faturamento das empresas, “duas em cada três micro e pequenas empresas com empregados não têm interesse em terceirizar parte das suas atividades-fim”. Desta forma, as regras não conseguem ainda reerguer a economia do país. Vale também lembrar que essas regras não podem prejudicar a força de trabalho – Afif reforça sua tese de que “a regulamentação da terceirização não deve ser confundida com a precarização da força de trabalho. Precarização é a falta de trabalho”.

Para o empreendedor, resta esperar as consequências destas novas regras nos próximos meses e continuar trabalhando para conseguir alcançar seu sucesso com o próprio negócio.

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Forneceremos, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre empreendedorismo feminino no Brasil e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Bela Guarino

Gerente de Inside Sales na Rock Content, formada em Relações Internacionais, mas já foi ninja, marketeira e até mesmo cosplayer. Teve seu 1º blog aos 12 anos e hoje gosta mesmo de Reiki e viajar por aí.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder