Vale a pena exportar meus produtos pela Internet?

V

Você sabe já tem uma produção e quer novos clientes, desta vez estrangeiros. Mas vale a pena exportar seus produtos pela Internet? Vale, e muito! Os consumidores internacionais estão de olho no mercado brasileiro – como aponta os resultados do estudo Rota das Especiarias.

Para onde exportar meus produtos?

Só em 2013, consumidores americanos, chineses, alemães, australianos e do Reino Unido compraram R$ 1,5 bilhão em produtos de lojas digitais brasileiras. E o melhor: estimativas apontam que, até 2018, estrangeiros “deverão importar de sites brasileiros R$ 4 bilhões por ano“, segundo fontes do e-commerce Brasil. Inclusive,

“Uma pesquisa da Radius Global publicada em outubro de 2013 indica que o fluxo inter-regional de e-commerce na América Latina já chegou à casa dos US$ 70 bilhões anuais. Em um levantamento que feito entre 400 empresas online na região – incluindo Brasil, México, Chile, Argentina, Colômbia, Peru e Costa Rica – percebemos que as exportações derivadas de vendas online dessas empresas latino-americanas chegam a contribuir com 40% de suas receitas. O que mais chama a atenção é que a maior parcela de seus clientes estrangeiros situa-se aqui mesmo, na América Latina (36%). Os norte-americanos, que seriam os compradores mais óbvios, ante a cultura local de e-commerce, têm uma importância ligeiramente menor, correspondendo a 34% da base dos clientes estrangeiros dessas empresas da região.”

Porém, para que seu negócio entre no mercado internacional, alguns cuidados são fundamentais para que seus produtos sejam vistos pelos consumidores estrangeiros e tenham competitividade no mercado!

 

Traduções

O cuidado com o conteúdo de língua estrangeira é fundamental! Nada de traduções literárias automáticas, pois elas podem colocar tudo a perder! A tradução é importante não só para o entendimento do seu futuro cliente, mas também para que os sites de busca consigam associar seus produtos às buscas dos consumidores corretamente! E quanto mais opções de línguas o seu portal tiver, mais clientes você vai atrair!

Conversão de preços

Os preços dos produtos também devem estar de acordo com as moedas internacionais para facilitar as possíveis compras. E para isso, conversões corretas devem ser bem elaboradas, não só para que os preços não variem muito conforme o câmbio, mas também para que seus produtos tenham competitividade no mercado – principalmente se levado em conta que o frete internacional provavelmente encarecerá o seu produto!

A ajuda de profissionais de línguas e de economia pode não ser gratuita, mas faz toda a diferença em um negócio! Assim, para te ajudar a entender a melhor maneira de empreender o seu sonho, leia mais sobre o assunto e assine nossa newsletter. Não se preocupe, nos comprometemos a não enviar qualquer tipo de spam. Limitamos nossas novidades em uma vez por semana, com assuntos relevantes para você.

Sobre a autora

Bela Guarino

Gerente de Inside Sales na Rock Content, formada em Relações Internacionais, mas já foi ninja, marketeira e até mesmo cosplayer. Teve seu 1º blog aos 12 anos e hoje gosta mesmo de Reiki e viajar por aí.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder