De pequena empresa para grande: como conseguir converter

D

Quando você vê empresas grandes no mercado, às vezes é até fácil esquecer que, um dia, elas foram pequenas. Não sabemos dizer quando cada uma tornou-se grandiosa, mas definitivamente existem algumas dicas para converter de pequena empresa para grande!

Empresas como Airbnb, Skyscanner, Shazam, Blippar e muitas outras começaram de pequenas ideias, passando a pequenas empresas e, com bastante planejamento e dedicação, conseguiram virar grandes, a ponto de valer milhões (ou até bilhões). A equipe da BBC conversou com profissionais bem sucedidos para descobrir dicas e experiências sobre o que fazer para colocar uma pequena empresa para decolar.

De pequena empresa a grande: o que devo fazer pra conseguir?

A co-fundadora da Blippar garante que é importante saber delegar – ou seja, o dono precisa saber a hora de abrir mão do controle total. Se não fizer isso, é possível que a empresa não consiga crescer, já que, com os desafios diários, é difícil que o fundador consiga participar de todas as decisões.

Já Michael Tamblyn, que comanda a empresa de livros eletrônicos Kobo, diz que é necessário “engarrafar a paixão“. Isso significa que, mesmo quando a empresa começa a crescer, é necessário lembrar o porquê de estar fazendo aquilo. Também é essencial que você confie nas pessoas que trabalham com você, porque todos estão juntos para conquistar um objetivo maior.

Além disso, ter pessoas com diferentes qualidades e talentos, aumenta a possibilidade de aprendizagem uns com os outros. Consequentemente, isso aumenta o dinamismo empresarial, e um ajuda o outro a se desafiar e superar seus limites.

Precipitação pode ser fatal

Alex Depledge, fundador da Hassle (empresa britânica que oferece empregados especializados em limpeza, de forma online), diz que as pessoas precisam saber lidar com as frustrações diárias, para evitar tomar decisões precipitadas. Isso porque ele mesmo tomou uma decisão que, hoje, não tomaria.

A Hassle estava em pleno crescimento, com escritórios internacionais, quando começou a enfrentar dificuldades para continuar com a expansão. Alex acabou aceitando uma oferta de um grupo alemão para vender sua empresa, e se arrepende.

Muitas coisas que a empresa precisava fazer quando começou a crescer não eram do conhecimento da equipe – como implementação de alguns processos e contratação de pessoas. Outro motivo que pode ter atrapalhado é o sucesso, porque este pode ter mascarar a identificação de erros.

De pequena empresa para grande: evite tomar decisões precipitadas!

Já Bill Veghte, por outro lado, fez um caminho contrário a muitos empreendedores. Com a carreira estabelecida em grandes corporações (como a Microsoft e a Hewlett Packard), Bill decidiu sair e assumir uma empresa pequena, a Survey Monkey – que oferece ferramentas para pesquisa de mercado, gratuitamente.

Para ele, a experiência é fascinante, uma vez que como a empresa é menor, a energia de todos é mais contagiante, e a conexão entre os funcionários é maior. Dessa forma, dá para pisar no acelerador. Ou seja: o menor pode ser melhor, e nem sempre de pequena empresa a grande é a solução.

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Me preocupo em fornecer, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre dicas para ter mais sucesso na carreira e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Bela Guarino

Gerente de Inside Sales na Rock Content, formada em Relações Internacionais, mas já foi ninja, marketeira e até mesmo cosplayer. Teve seu 1º blog aos 12 anos e hoje gosta mesmo de Reiki e viajar por aí.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder