Como criar uma cultura organizacional viável na sua empresa

C

Quando estamos começando uma nova empresa, um dos desafios que precisamos resolver é como criar uma cultura organizacional. Isso porque muitas vezes teremos que enfrentar diversas pessoas que são completamente diferentes de nós, mas que devem acreditar naquilo que você criou e acredita.

Essa tarefa não é tão fácil quanto pode soar. Inclusive, um relatório produzido pela Dale Carnegie Training (uma empresa de treinamento situada em mais de 80 países) aponta que cerca de US$11 bilhões são perdidos anualmente com processos de recontratação, retreinamento e redesenvolvimento. Tudo isso para moldar a cultura no local de trabalho, onde os profissionais pretendem se manter a um longo prazo.

A Revista Entrepreneur reuniu quatro conselhos para você ter em mente enquanto constrói a cultura organizacional da sua própria empresa. Você pode conhecê-los aqui mesmo!

Lidere pelo exemplo!

Uma das características mais notadas em grandes líderes, por toda a história, é a sua capacidade de trabalhar na linha de frente junto com seus subordinados. E, mesmo sempre exigindo respeito de todos, você o alcança de verdade quando projeta a mensagem de que não está acima de nenhuma tarefa.

Ou seja: tudo aquilo que você passa aos seus funcionários fazerem, você mesmo não faria sozinho. Outra coisa é servir de exemplos aos seus funcionários, como sempre ser o primeiro a chegar ao escritório. Lembre-se de que a cultura organizacional nada mais é do que uma extensão da sua própria imagem ética e profissional. Você é um modelo a ser seguido!

Faça contratações inteligentes!

Todas as pessoas que forem trabalhar com você irão desempenhar um papel importante na sua empresa. Portanto, seja exigente quando for escolher quem entra para o seu time. Durante uma entrevista, por exemplo, procure avaliar qual é a visão a longo prazo e a mentalidade profissional dos candidatos.

Isso porque quando um candidato se encaixa no seu ambiente pessoal e profissional, todas as operações feitas na empresa funcionarão melhor – dentro e fora dela. Portanto, procure saber sobre os hobbies dessa pessoa, para conhecê-la melhor, e como foi sua vida universitária. Saber como ela lidou com aquela rotina que todos nós sabemos que pode sem bem caótica às vezes vai te mostrar como ela faz para balancear sua vida pessoal com a social e profissional.

Abrace o feedback!

A partir do momento que decidimos ter mais pessoas para trabalhar conosco, nem sempre podemos fazer tudo do nosso jeito. Até porque, nem sempre estamos 100% certos de tudo – aliás, estamos sujeitos a falhas, e é fundamental que saibamos reconhecê-las. Não só por nós mesmos, mas principalmente quando outra pessoa nos comunica.

Qualquer empresário precisa entender que, quando estamos envolvidos com mais pessoas, todas estão buscando pelo melhor da empresa. Para isso, é necessário ter mente aberta para ouvir a opinião deles. Até porque, só porque o negócio é seu que significa que a opinião dos outros não é importante.

O segredo é pedir feedback dos funcionários regularmente, para que a cultura organizacional caminhe de acordo com o que todos acreditam ser o melhor para a empresa. Dessa forma, será mais fácil identificar quais pontos precisam ser melhorados – e como é possível fazer isso.
Não se esqueça: a cultura organizacional está em constante desenvolvimento, e pode mudar a qualquer momento. Por isso que fazer um levantamento com os outros funcionários para saber se ela está de acordo com o que todos acreditam é tão importante.

Comemore as vitórias!

Quem é que não gosta de se sentir valorizado? A partir do momento que você reconhece as vitórias de seus funcionários, o senso de propósito deles fica fortalecido, e sentirão que seus esforços estão valendo a pena. Mostre a todos que você aprecia essa dedicação! Até porque, a cultura organizacional não é feita somente dentro do escritório – celebrações fora dele mantém a moral de todo alta!

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Me preocupo em fornecer, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre cultura de compaixão e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Tatiana Leite

Bacharel em Relações Internacionais e mestranda em Comunicação Social, ambas pela PUC Minas, se interessa por todo tipo de cultura. Com uma queda por telenovelas mexicanas, pretende continuar estudando sobre o gênero ficcional e encorajar mais pessoas a seguirem suas paixões.

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder