Crowdfunding para abrir o próprio negócio

C

Você sabe o que significa a expressão crowdfunding? Basicamente, é o financiamento coletivo. Várias pessoas no mundo utilizam-no para levantar fundos e financiar algum projeto. Mas você pode usar para tentar abrir seu próprio negócio!

Duas empreendedoras conseguiram arrecadar o suficiente para tirar seus projetos do papel. O primeiro exemplo é o Woole, aplicativo para ciclistas que possui rotas personalizadas e até mapeamento de locais que permitem o uso da bicicleta (bike friendly). Começou como uma startup, a Weekend de Mobilidade Urbana, e nove pessoas se uniram para transformar o aplicativo em realidade.

Porém, eram necessários R$ 19 mil para o investimento, então eles resolveram optar pelo financiamento coletivo, já que o próprio aplicativo é embasado na comunidade. A campanha para a arrecadação do capital durou cerca de um mês e meio – e conseguiram arrecadar R$ 40 mil! O apoio da comunidade foi fundamental para o grupo, e isso mostra que, se pessoas se dispuseram a ajudar, é porque acreditam na ideia.

O segundo exemplo é da jornalista Sílvia Amélia de Araújo, que conseguiu arrecadar capital suficiente para escrever e publicar seus dois primeiros livros (Álbum de Histórias, com crônicas pessoais; Guia Casar Bonito, com dicas para quem deseja se casar). O investimento necessário para isso era de R$ 26.250,00.

Ela quase não conseguiu o que precisava – foi somente nos dois últimos dias de campanha que atingiu a meta (com 8% a mais). Se ela não a tivesse atingido, devolveria todo o dinheiro arrecadado.

Como posso fazer para ter sucesso no crowdfunding?

Alguns detalhes podem ser olhados com mais atenção, quando o assunto é conseguir financiamento coletivo. Por exemplo: caprichar no título, para que explique qual o objetivo da campanha e, ao mesmo tempo, despertar a curiosidade do leitor; optar por boas imagens e textos claros e diretos também é uma dica, para mostrar qual será o resultado e como esse dinheiro arrecadado será utilizado.

Crowdfunding: anote as dicas das duas empreendedoras!

Utilizar vídeos que falem sobre a campanha também pode ajudar, além de oferecer recompensas. É obrigatório? Não, mas podem fazer sucesso entre aqueles que decidirem apoiar. Além disso, é fundamental que você estabeleça um prazo final para a campanha – para criar um senso de urgência.

Outra dica é manter os pés no chão e ter uma meta realista, trabalhar com as redes sociais ao seu favor e, não menos importante: ter coragem de tentar. Você realmente só vai saber se aquele seu projeto teria dado certo ou não com o crowdfunding se tentar, não é verdade?

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Me preocupo em fornecer, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre o crescimento positivo do empreendedorismo feminino no Brasil e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Bela Guarino

Gerente de Inside Sales na Rock Content, formada em Relações Internacionais, mas já foi ninja, marketeira e até mesmo cosplayer. Teve seu 1º blog aos 12 anos e hoje gosta mesmo de Reiki e viajar por aí.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder