Comunicação não-verbal e sua importância no contexto organizacional

C

Todos nós sabemos que muitas coisas estão envolvidas no processo comunicacional: a escolha certa de palavras, o momento em que se fala, como se comportar e até a roupa que vestimos pode fazer toda a diferença. Porém, a clareza e a eficiência não são conquistadas apenas com o conjunto destas variantes destacadas – daí a importância da comunicação não-verbal no contexto organizacional.

Você já sabe que tipo de comunicação é essa? Dustin York numerou algumas formas de comunicação não-verbal na revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios que você precisa ter mais atenção! Essas expressões foram encontradas a partir de uma pesquisa feita com o uso da comunicação não-verbal em um determinado tema em quatro salas de aula de uma universidade e, nas salas onde fora empregada, os resultados foram superiores em 30% aos das salas sem essa comunicação.

Contato visual

O contato visual fora feito com os alunos, e não apenas com as apresentações dos palestrantes da pesquisa. O contato visual reforça a comunicação entre emissor e ouvinte – este último que pode, inclusive, ter mais segurança sobre aquilo que está sendo dito.

Tons de voz oscilantes

A oscilação na voz nem sempre significa nervosismo: a mudança no tom de voz pode dar ênfase em alguns itens que são mais importantes e pode até criar descontração entre seus funcionários! Esteja confiante quando for se comunicar com seus colegas e certamente seu tom de voz mostrará isso!!

Posicionamento e circulação

Andar em círculos enquanto você fala pode distrair seus funcionário, mas ficar atrás de uma mesa durante toda uma conversa também pode inibi-los e até mesmo entendia-los. A circulação pelo espaço dinamiza mais a comunicação e também permite que você areje suas ideias!

Expressões faciais

Além do tom de voz, a sua expressão facial entrega seus sentimentos na hora de se comunicar. A seriedade pode trazer mais confiança para o discurso, mas fique atento às caras fechadas, pois essas podem acabar inibindo seus colegas a darem opiniões nos assuntos do trabalho. Mostre que você é acessível aos seus colegas e que, independente de seu cargo, você está disposta a ajudar a todos e a fazer o melhor trabalho possível. Afinal de contas, simpatia nunca estragou nada e nem ninguém!

Gesticulação das mãos

Evite utilizar demais as suas mãos durante uma arguição, pois a movimentação em excesso pode distrair seus funcionários. Porém, deixá-las dentro do bolso ou mesmo imóveis em uma mesa também não é recomendado. Dustin York recomenda que você deixe as palmas de suas mãos à mostra – que pode significar acessibilidade para que seus colegas deem suas opiniões e colaborem com a discussão.

No final das contas, a comunicação não-verbal é parte da comunicação verbal, ainda que você não perceba. Seu posicionamento pode influenciar o andamento das conversas e pode virar um grande aliado na hora de fechar negócios!

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Me preocupo em fornecer, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre cultura de compaixão e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Tatiana Leite

Bacharel em Relações Internacionais e mestranda em Comunicação Social, ambas pela PUC Minas, se interessa por todo tipo de cultura. Com uma queda por telenovelas mexicanas, pretende continuar estudando sobre o gênero ficcional e encorajar mais pessoas a seguirem suas paixões.

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder