Armadilhas financeiras domésticas: como evitar sustos no final do mês?

A

Se todas as pessoas tivessem suas economias sob controle, não haveriam tantos sustos no final do mês, certo? Claro que imprevistos surgem do nada, oportunidades aparecem e deslizes acontecem, mas você se assusta todo final de mês com as contas da sua casa? Você sabia que existem algumas armadilhas financeiras domésticas?
Segundo Ash Toumayants, do Investopedia, alguns detalhes dos seus gastos passam despercebidos e causam grandes sustos em você! Por isso, fique mais atenta a estes gastos!

Comida

As compras do mês são fáceis de controlar durante o planejamento do mês, mas você também inclui nesta conta as refeições feitas fora de casa? Essas saídas, em excesso, podem prejudicar as suas contas e, quando você não faz uma pesquisa de preço, pode acabar pagando mais por um alimento ou refeição que poderia ser bem mais em conta!

Ninguém é de ferro e você não precisa deixar de sair para reduzir os seus gastos, mas algumas mudanças de hábito já podem fazer muita diferença no seu orçamento. Evitar o desperdício é uma opção: quando for fazer uma refeição fora de casa, certifique-se do preço do restaurante, claro, mas também à quantidade de comida que você está colocando no seu prato. Você costuma deixar alguma sobra? Servir-se somente daquilo que você irá consumir pode reduzir a sua conta!

Além disso, as compras no supermercado podem ser feitas com mais planejamento e rigor: não gaste seu dinheiro com futilidades que você acaba deixando meses na sua dispensa sem consumir! Biscoitos, frutas e outros alimentos podem sobrar todos os meses!

Planos de saúde

Outra das armadilhas financeiras domésticas está no plano de saúde. Nosso retorno salarial costuma não aumentar na mesma proporção que o preço dos planos de saúde. E mesmo que este tipo de serviço seja de extrema importância, muitas pessoas se esquecem que, além de emergências de saúde, você pode ter algum outro tipo de susto. Desta forma, elas se esquecem de poupar dinheiro – perdas de emprego, reformas domésticas e problemas com o carro são apenas alguns dos perigos que estamos sujeitas a enfrentar durante nossa vida.

Isso não significa que você deve deixar de ter seu plano de saúde, muito pelo contrário. Mas talvez você deva revisar os serviços que precisa realmente e, talvez, alterar o seu plano para que você tenha como economizar para outros tipos de problemas que podem acontecer na sua vida.

Gastos da casa

Os gastos da sua casa vão além das compras do supermercado: aluguel ou financiamento podem tirar o sono de milhares de famílias todos os dias. Os financiamentos muito longos, por exemplo, comprometem por muito tempo parte da sua renda e, ainda por cima, não acompanham o mercado imobiliário. Dependendo do caso, você pode até pagar um valor que não corresponde ao valor do seu imóvel – e não estamos falando da valorização dele.
Outra dica muito importante: avalie se você tem condições de pagar pela sua casa e de mantê-la: condomínio, reformas, taxas e outros gastos precisam estar na ponta do lápis na hora de planejar a compra do seu imóvel!

Tensão financeira desnecessária: o mau planejamento

Seu estilo de vida pode atrapalhar muito as suas finanças – aliás, manter uma vida que não anda junto com a sua renda é quase um pedido para se ver em problemas! Toumayants inclusive diz que “só porque você tem a opção de comprar algo, isso não significa necessariamente que esta é uma boa ideia”.

Ter controle sobre os seus gastos, independente de quais forem, é um exercício que deve ser praticado assim como o exercício físico: deve ser constante para manter a sua saúde, mas neste caso, a saúde é das suas economias. A partir do momento que você se acostuma com esse exercício, fica cada vez mais fácil de você ter um ritmo de vida que acompanha o seu planejamento financeiro.

Se você é uma mulher empreendedora que gosta de estar por dentro das principais dicas e boas-práticas, não deixe de assinar nossa newsletter. Odiamos spam! Me preocupo em fornecer, no máximo 1 vez por semana, as principais novidades do blog Vou De Salto. Leia mais sobre como evitar o consumismo e compartilhe suas ideias!

Sobre a autora

Tatiana Leite

Bacharel em Relações Internacionais e mestranda em Comunicação Social, ambas pela PUC Minas, se interessa por todo tipo de cultura. Com uma queda por telenovelas mexicanas, pretende continuar estudando sobre o gênero ficcional e encorajar mais pessoas a seguirem suas paixões.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder