6 dicas para ter mais sucesso na carreira

6

Muitas vezes enfrentamos situações que podem significar um avanço na nossa carreira. Confira aqui as melhores práticas para você dar uma guinada e ter muito sucesso na carreira! 🙂

Transforme o medo em seu principal aliado e tenha mais sucesso na carreira!

Em várias situações do nosso dia-a-dia vamos ter aquele típico friozinho na barriga que pode nos amedrontar e até mesmo ‘travar’. Nessas situações, é importante entender que o medo, mais do que uma barreira, é um aliado que pode ajudar o seu crescimento. Responder ao medo de uma maneira saudável é uma maravilhosa oportunidade de crescimento.

Uma pergunta que pode te ajudar a entender melhor o motivo do seu medo é “o que pode acontecer de pior”? Eu gosto muito de fluxogramas, e traçar um plano de ação desenhado me ajuda a eliminar ansiedade desnecessária de um problema.

Eu já disse antes nesse post que às vezes, é o medo que ajuda um determinado colaborador a deslanchar na carreira. Claro que tudo tem sua dose, e o excesso do medo pode acarretar na somatização – quando você adoece por baixa imunológica emocional.

Saia da sua cabeça e correntezas de pensamento para ficar presente no aqui e agora

Para aqueles que trabalham com metas, esse ponto é fundamental para manter o equilíbrio emocional. Já presenciei bons colaboradores com dificuldade de fazer uma reunião com um prospect porque estavam tão preocupados em seguir um processo que se perdiam na conversa por não prestar atenção!

Ou seja: quanto mais preocupado você está em resolver um problema, mais chance você vai ter de deixar escapar uma boa oportunidade no presente. Quando você muda o foco da sua atenção para o “aqui” e “agora”, você passa a entender como pode melhorar processos, agarrar oportunidades e até mesmo, dar um belíssimo salto de sucesso na carreira!

Desapegue-se do resultado esperado

Por incrível que parece, esse ponto está muito relacionado ao nosso ego. Alguns colaboradores com quem trabalho gostam de ser muito negativos ou muito positivos em determinados processos. O exagero dos dois pode sugestionar o resultado, por exemplo, quando você sente que a reunião foi ruim e você deixa de seguir o processo porque perdeu a esperança! O positivismo em excesso também pode fazer contar com os ovos antes da galinha.

O ideal aqui é manter um equilíbrio entre as suas expectativas. Em outras palavras, segura a onda! Quando você imprime suas próprias impressões, o seu ego está falando muito mais alto do que o processo que você desenvolveu. Seja realista, pé no chão, mas com a certeza que se você fez a sua parte, está em um bom caminho. Mas cuidado para não se acomodar achando que você é a Coca-Cola gelada no deserto.

Seja criativo

Ser criativo não é misturar cores para pintar um quadro maravilhoso ou costurar uma peça de roupa que é a sensação.

Ser criativo é encontrar soluções diferentes para problemas iguais!

As pessoas realmente criativas tem muito mais chance de encontrar resultados otimizados para o seu dia-a-dia, de problemas pequenos àqueles bem cabeludos.

Oriete sua equipe a encontrar novas possibilidades, o que contribui, inclusive, para a dica anterior: cuidado com o ego! Para complementar a ideia, pense que as expectativas estão no futuro, enquanto as possibilidades estão no presente. E, como já sabemos, para ter equilíbrio e inteligência emocional, precisamos focar no “aqui” e “agora, não é?

Oriente-se no processo e não nos resultados

Você colhe o que você planta, não é mesmo?

Certa vez treinei um colaborador que me falou “vou aprender o processo de vocês para desenvolver o meu próprio. Assim posso ter resultados melhores”. Em um primeiro momento, pensei que aquele poderia se tornar o membro com maior sucesso da equipe.

Para minha surpresa, 2 meses e meio se passaram e ele continuava demonstrando uma dificuldade enorme para trazer resultados. Quando reportei o caso para o diretor, me foi proposto o seguinte:

A empresa está há quatro anos buscando a maneira mais eficaz para trazer resultados. Ou seja, queremos que o esforço seja equilibrado com os resultados esperados. Não existe fórmula do sucesso e com certeza, duas dúzias de cabeças pensam melhor do que uma só.

Faz sentido, não é mesmo? É claro que precisamos aprender e aprimorar os processos, mas em um trimestre de empresa não dá para inventar metodologia da nossa cabeça. Precisamos ter sucesso com a proposta para depois sugerirmos melhorias!

A lição que eu aprendi com esse caso foi que os colaboradores que se embasavam no processo tinham muito mais sucesso. E o mais impressionante é a curva de aprendizado, que costuma “virar” no segundo mês. No primeiro mês, não há nenhum resultado, mas aprendizado do processo. No segundo mês em diante, os resultados começam a vir inevitavelmente!

Seja totalmente responsável por absolutamente tudo

Mesmo que aquilo não seja diretamente problema seu (porque tudo que é problema da empresa é um problema em potencial para você!)

Meu pai me ensinou uma dica valiosa quando consegui meu primeiro estágio aos 16 anos:

“Sempre busque fazer um pouco mais do que esperam de você e nunca seja a vítima.”

Se eu faço pelo menos 10% a mais do que me pedem, estou contribuindo para o crescimento da empresa e me mostrando uma pessoa que entrega resultados. Até porque a produtividade brasileira é na média, muito baixa (65%, para 85% nos Estados Unidos!), e podemos mostrar nossa valor sendo mais produtivos!

Quando meu pai me falou para eu não ser a vítima, a lição aqui era claramente de: por mais que a culpa de um problema não seja sua, apresente uma possível solução. Dessa maneira, você vai desenvolver uma das características mais importantes que toda empresa busca, que é a “accountability”, conforme já falei aqui.

E atenção, porque isso não é ser enxerido e nem colocar o dedo no problema dos outros. Se você percebe algo “estranho”, reporte com uma solução. Se te pedirem para resolver, prontifique-se!

E aí, gostou desse conteúdo? Não esqueça de deixar um comentário com a gente e seguir nossa newsletter. Não se preocupe, porque detestamos spam e nos limitamos a enviar somente 1 mensagem por semana, com conteúdo muito valioso, ok?

Sobre a autora

Bela Guarino

Gerente de Inside Sales na Rock Content, formada em Relações Internacionais, mas já foi ninja, marketeira e até mesmo cosplayer. Teve seu 1º blog aos 12 anos e hoje gosta mesmo de Reiki e viajar por aí.

Comente!

Tópicos recentes

Categorias

Popular Posts

Mostrar
Esconder